quarta-feira, 14 de julho de 2010

Uma alma restaurada através da intercessão




Todas as vezes que intercedemos, estamos pedindo algo em favor de alguém ou de nós mesmos. Toda conquista para ter êxito precisa ser acompanhada de uma intercessão. Em Tiago 1:17 diz: “Toda boa dádiva e todo dom perfeito, vem do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não há mudança, nem sombra de variação.”



Sabemos que conquistamos tudo primeiramente no plano espiritual e o texto afirma que vem do alto, ou seja, movemos as bênçãos de Deus em nosso favor através da intercessão. A intercessão é como uma gestação, e como dar a luz um filho.



A restauração da alma é um processo que só acontece mediante muita intercessão. Conquistamos a cura da alma quando estamos nos braços do Pai por meio da intercessão e não apenas a cura da alma, mas todas as outras coisas que necessitamos como: a conquista familiar, conquista das células, conquista do êxito financeiro etc.



Intercessão fala de entrega total. Em Lucas 22:39-46, vemos Jesus em um momento de grande intercessão e aprendemos com o Mestre que a verdadeira intercessão não é apenas tomar a causa do outro, mas também tomar a nossa própria causa, entregando-se ao Pai sem limites e sem reserva de tempo.



O livro de I Samuel 1:19-29 conta a história de Ana, uma mulher que teve a alma restaurada através da intercessão. Ela deseja muito um filho e por essa causa se apresentava de ano em ano, para adorar e sacrificar ao Senhor dos Exércitos. E a Bíblia diz que essa mulher tinha a sua madre cerrada, portanto, não podia gerar filhos.
Através da vida de Ana vemos três características importantes na vida de um intercessor:




1. Sinceridade
“Ela, pois, com amargura de alma, orou ao Senhor, e chorou muito...” (I Sm 1:10)
Ana não escondeu toda a tristeza de sua alma por desejar tanto um filho e não poder tê-lo, pelo fato de ser estéril. Ela se revelou ao Senhor com sinceridade de coração, com choro, expondo naquela intercessão o quanto estava com a sua alma ferida.
Quantas vezes nós vamos até o líder e apesar de não estarmos bem, não temos coragem de falar realmente o que está em nosso coração. E com isso só nos prejudicamos.





2. Perseverança
Ana perseverou na intercessão apesar de Elias achar que ela estava bêbada. Ela entendia que a intercessão jamais pode estar acompanhada pela desistência. Todo desistido não conquista, mas Ana, através de sua perseverança, demonstrada pelo fato de ir de ano em ano ao templo, fez com que conquistasse o que tanto buscava: um filho.
Ana perseverou até que a bênção se manifestasse. É dessa forma que devemos proceder diante de Deus em nosso favor e em favor de outros, pela perseverança.




3. Entrega
Ana buscou sua conquista em Deus e se entregou sem reservas. No versículo 15, vemos Ana derramando a sua alma perante o Senhor, entregando-se totalmente e o resultado de sua intercessão, o profeta Elias disse a ela: “Vai em paz; e o Deus de Israel te conceda a petição que lhe fizeste.” (I Sm 1:19)
A intercessão abre caminho para Deus operar milagres. Caminhe sempre buscando a presença de Deus através da intercessão e então você verá os sinais, prodígios e maravilhas do Deus Todo Poderoso.

Um comentário:

Vivendo no Amor... disse...

Paz e graça irmão em Cristo!
Parabéns pelo blog e que Deus vós abençoe para que produza os frutos verdadeiros do proprio Senhor.